Pedernet
NOTICIAS » GERAL

02/12/2017 às 08h59min - Atualizada em 02/12/2017 às 08h59min

Duzentos prédios públicos de Bauru funcionam sem o alvará dos bombeiros

Levantamento da prefeitura inclui, além de 91 escolas, locais onde funcionam a prefeitura, unidades de saúde e até mesmo a sede do Corpo de Bombeiros. Situação se repete em outras cidades do Centro-Oeste Paulista.

Duzentos prédios públicos de Bauru funcionam sem o alvará dos bombeiros

Um levantamento feito pela Secretaria de Planejamento (Seplan) de Bauru (SP) aponta que, pelo menos, 200 prédios públicos funcionam de forma irregular, sem alvará. Entre esses locais estão a sede da prefeitura, unidades de saúde e até mesmo o prédio que abriga o Corpo de Bombeiros.



Há também 91 escolas municipais que funcionam sem autorização que é garantida pelo AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros). O documento, que comprova que o local oferece segurança em casos de incêndios, é obrigatório para qualquer estabelecimento público ou privado.



A única exceção em Bauru é a Escola Municipal Educação Infantil (Emei) José Toledo Filho, na Vila Nova Esperança. Lá, há extintores em todos os ambientes, caixa d'água de boa capacidade, equipamentos para aumentar a pressão da água e todos os funcionários fazem parte da brigada de incêndio.



O levantamento da Seplan também estima que seriam necessários cerca de R$ 30 milhões para investir nas modificações e adaptações do prédios que atualmente funcionam de forma irregular.



Cenário semelhante na região



A existência de prédios públicos funcionando sem alvará não é uma exclusividade de Bauru. Outras cidades de grande porte da região Centro-Oeste Paulista, como Marília e Botucatu, também vivem situação semelhante.



Em Botucatu, o prédio onde funciona a prefeitura também não tem o AVCB e, portanto, funciona sem alvará. No local trabalham cerca de 110 funcionários. A prefeitura informou que o projeto para emissão do AVCB foi aprovado pelo Corpo de Bombeiros e está em fase de execução.



Ainda segundo a assessoria de imprensa da prefeitura de Botucatu, a dificuldade para liberação do documento acontece porque o prédio, de 77 anos, foi tombado como patrimônio histórico.



Em Marília, dos dez prédios públicos que abrigam as secretarias e a Câmara dos Vereadores, apenas um possui o alvará. Curiosamente, o prédio é alugado e abriga as secretarias de Saúde e de Educação. Por esses prédios sem alvará passam por dia cerca de 5 mil pessoas.



O secretário de Obras de Marília, Avelino Modeli, informou que estão sendo elaborados projetos em alguns prédios para que sejam instaladas os equipamentos que possibilitam a emissão do AVCB.





CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR:

AUTOR/FONTE: G1 Bauru e Marília

Flávio Dias

(flaviodias883@hotmail.com)

Veja também »

10/03/2018

VICE-PREFEITO PARTICIPA DE HOMENAGEM A POLICIAL DE PEDERNEIRAS

VICE-PREFEITO PARTICIPA DE HOMENAGEM A POLICIAL DE PEDERNEIRAS

21/12/2017

7 cidades da região terão investimento

7 cidades da região terão investimento

20/12/2017

MACATUBA: “Eu defendo um transporte justo e seguro”, diz Olivatto

MACATUBA: “Eu defendo um transporte justo e seguro”, diz Olivatto

15/12/2017

MACATUBA: PREFEITURA ANUNCIA REFIS COM DESCONTO SOBRE MULTAS E JUROS

MACATUBA: PREFEITURA ANUNCIA REFIS COM DESCONTO SOBRE MULTAS E JUROS

13/12/2017

Acidente com ônibus de sacoleiros deixa 5 mortos e 26 feridos no interior de São Paulo

Acidente com ônibus de sacoleiros deixa 5 mortos e 26 feridos no interior de São Paulo

09/12/2017

Macatuba: Campo society e padaria serão entregues no dia 16

Macatuba: Campo society e padaria serão entregues no dia 16

serviços

© Copyright 2018 | Pedernet | Todos os Direitos Reservados | Hospedado por PAGE UP SOLUTIONS