Pedernet
ENTRETENIMENTO »

03/02/2017 às 05h11min - Atualizada em 03/02/2017 às 05h11min

Marcos Olivatti, prefeito de Macatuba apresenta balanço do primeiro mês de seu governo

Os primeiros 30 dias foram intensos, analisa Olivatto

 Marcos Olivatti, prefeito de Macatuba apresenta balanço do primeiro mês de seu governo

O mês de janeiro de 2017 marcou o início da administração de Marcos Olivatto e um período de muito trabalho. Além do esforço coletivo de todas as secretarias para implantar a política de fazer mais com menos, problemas abordados na campanha eleitoral pela população já estão sendo resolvidos, principalmente na área da saúde.



“Só em janeiro compramos R$ 100 mil em medicamentos para a Farmácia do Povo e acertamos alguns procedimentos para facilitar a vida dos macatubenses como, por exemplo, a realização de pequenas cirurgias, a entrega de lanches para os doentes que se tratam em outras cidades e a alteração no horário do transporte para Bauru, agora o ônibus sai às 11h e isto facilita para que tem consulta a partir da uma da tarde”, explica o prefeito.



Ainda na Saúde, já está contratado o médico que vai fazer o teste da orelhinha em todos os bebês que nascem pelo SUS. No ano passado, nasceram 215 crianças, sendo que 120 não tinham convênio e ficaram sem o exame que detecta precocemente problemas auditivos. A distribuição de fraldas para idosos acamados e crianças especiais, bem como leite e suplemento voltaram a ser entregues.



Outro ponto crucial na Saúde que Marcos Olivatto quer eliminar são as filas na madrugada para se conseguir uma consulta com os médicos do PSF. A secretária de Saúde, Elaine Cristina Bino, já implantou o sistema de agendamento nas unidades do Planalto e Bocaiúva. A expectativa é de que a novidade chegue ao Centro e ao Jardim Santa Rita ainda este mês. O agendamento é feito na tarde do dia anterior à consulta e algumas vagas são reservadas para os casos de urgência.



A limpeza e capinação da cidade é outro desafio que está sendo vencido. As chuvas de janeiro não deram trégua e foi preciso priorizar as escolas e creches para o início do ano letivo. “Nós estamos trabalhando com equipe nossa e também terceirizada para deixar a cidade limpa. Acredito que este



mês esteja tudo em ordem”, explica o secretário de Obras e Vias Públicas, Wilson Barbirato.



Outra necessidade que não podia esperar era a recuperação da frota. Com investimento de R$ 77 mil só em janeiro, foi possível deixar os ônibus, veículos e máquinas em condições de uso.



Quanto ao servidor municipal, Olivatto demonstra em seu primeiro mês de governo que a valorização da equipe será uma de suas marcas na administração do município. “Nós estamos pagando este mês 2.327 horas extras referentes a dezembro, o que dá um valor de pouco mais de R$ 30 mil e também reajustamos as diárias dos motoristas que estavam defasadas há dois anos”, explica o prefeito. O vale-compras foi reajustado para R$ 200. Além disso, o prefeito recebeu os aniversariantes para um café da manhã.



Na Educação, a principal e mais problemática questão foi cumprir uma sentença judicial que determina multa de R$ 1,5 mil para cada criança menor de três anos fora das creches. Para isso, as crianças de 4 a 6 anos migraram das creches para as pré-escolas e serão atendidas no projeto de contra turno escolar em dois pontos da cidade: na antiga sede do Clube Jacarandá (Centro) e na antiga creche Maria Lúcia Chiari Vicente (Altos da Cidade).



“Em Macatuba, as creches ficavam com as crianças até os seis anos quando necessário, mas agora isso foi alterado para que decisão da Justiça fosse cumprida. O nosso prazo era 2 de fevereiro e como não dá para construir ou ampliar creche em 30 dias precisamos arrumar uma alternativa”, explica a secretária de Educação, Gilcelene Chiari Artioli. O prefeito ressalta que já fez pedido ao governo do Estado para a construção de mais uma creche-escola na região dos Altos da Cidade e que vai ser feita uma ampliação na creche Aanto Antonio, no Jardim Capri.



Todas as unidades escolares passaram por serviço de limpeza, capinação e dedetização. Também foi realizada a compra de produtos para a merenda escolar, já que o estoque estava zerado. Os estudantes universitários que utilizam o transporte intermunicipal vão ter um seguro de vida. O processo de contratação da seguradora está sendo feito e a expectativa é de que o custo seja de R$ 6 mil por ano aos cofres públicos, já que o valor não será repassado aos estudantes.



“Trabalhamos muito neste mês de janeiro. Algumas ações já estão sendo percebidas pela população e outras devem vir a público em breve, já que demandam maior tempo de negociação e também trâmites burocráticos. Tem muita coisa boa para se anunciada em breve”, finaliza o prefeito de Macatuba.




AUTOR/FONTE: CONCEIÇÃO CARPANEZI/P.M.Macatuba

Flávio Dias

(flaviodias883@hotmail.com)

Veja também »

15/12/2017

AGUDOS: Prefeitura antecipa pagamento do 13º salário de servidores municipais

AGUDOS: Prefeitura antecipa pagamento do 13º salário de servidores municipais

18/04/2017

JULIA FARIA NEGA BRIGA COM THAILA AYALA: "NOS FALAMOS ANTEONTEM"

JULIA FARIA NEGA BRIGA COM THAILA AYALA: "NOS FALAMOS ANTEONTEM"

03/02/2017

 Marcos Olivatti, prefeito de Macatuba apresenta balanço do primeiro mês de seu governo

Marcos Olivatti, prefeito de Macatuba apresenta balanço do primeiro mês de seu governo

19/11/2016

Flávia Botega, a filha gata de Nelson Rubens, faz sucesso na web

Flávia Botega, a filha gata de Nelson Rubens, faz sucesso na web

serviços

© Copyright 2018 | Pedernet | Todos os Direitos Reservados | Hospedado por PAGE UP SOLUTIONS